quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Ervas e Temperos...

Enfim as primeiras flores de camomila no meu quintal. Demorou pra crescer, sofreram com a chuva de granizo, mas algumas já estão dando flor, lindinhas!
Essas vão apenas enfeitar o jardim, pois eu compro pacotes e pacotes de camomila para chá, gosto de tomar todos os dias.
Tenho alguns livros sobre ervas medicinais e ervas culinárias em casa, e vivo conhecendo plantas novas a cada leitura ou viagem, deixei meus olhos treinados para qualquer plantinha familiar ou com cara de remédio...
O último livro comprado foi esse:
"Ervas Culinárias" - Publifolha - Jeff Cox e Marie Pierre Moine
Ele explica tudo sobre a erva, dá algumas dicas na culinária e fala sobre a forma de plantio, tipo de solo, adubação e rega. Muito importante, pois já penei muito perdendo mudas por deixá-las em sol demais ou em sombra de menos.

Conheci no livro  8 espécies de MANJERICÃO:
O roxo, o anão, o doce, o tailandês, o canela, o roxo frisé e o sagrado.
Na culinária ele deve ser adicionado ao prato apenas nos momentos finais, para o aroma ser bem aproveitado.
Em casa eu uso pra tudo, pizza, torta, carnes, tempero o sal, e com alguns ramos perfumo a casa, monto um vaso com o manjericão e o alecrim.
Se você tem um pé em casa, quando ele começar a soltar as flores, quebre as pontinhas e tire os botões, assim ele vai brotar ali com mais folhas e mais sabor.
Gosta de sol e rega constante.

E quem nunca colocou o LOURO no feijão ou carne...
E se você não sabe, o chá de folhas de louro tem o mesmo efeito que aquele remedinho que muita gente toma em gotas quando está com muitos gases e precisa desinflar.
Eu gostaria de ter uma árvore em casa, mas me contento em comprar no mercado mesmo... e as vezes quando passeamos em chácaras de amigos fico feliz quando avisto uma árvore de louro, e vou logo pedindo pra pegar um galho.
Mas cuidado, se armazenar por mais de 4 meses ele perde total o sabor...

A SÁLVIA é maravilhosa e forte. Existem vários tipos e ela gosta da terra não muito molhada e solo bem drenado, como a maioria das plantas mediterrâneas.
E ela não vai bem só com peixe ou frango, tem excelentes poderes curativos.
É antioxidante, anti-séptico bucal, cicatrizante, auxilia o tratamento de aftas, bronquites, catarros, diabetes, estomatites, fecha poros dilatados, cura gengivite, inflamações, reumat
ismos e faz cessar vômitos.
O ácido rosmarínico da sálvia e do alecrim é igualmente um agente antioxidante e você pode usa-la como chá, bochechos e claro, tempero em variados tipos de pratos.

Indo para a cozinha me lembrei que hoje vou fazer brusquetas com manjericão e várias ervas, muito azeite e quem sabe uma pitada de pasta de alho... 
Mais uma saladinha e aquela cebolinha em conserva que fiz há um tempinho atrás e a receita está lá no marcador deste Blog.
Aproveitem as ervas, os benefícios são muitos!
CamomilaRosa

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Brincadeira de criança...

Palitinhos de pó coloridos tudo de bom... 
Giz
Eu não consigo resistir, pego alguns que estão pelo chão e começo os rabiscos. Me lembra infância, imaginação e sujeira de pó grudado na perna  e nos braços que só banho depois pra tirar.
Em casa acabamos brigando por espaço, pois o chão da área de ardósia virou lousa e  todos querem mais um pedacinho pra desenhar.
Solto a imaginação e no meio do pó ensino meu filho a tentar desenhar um coração e quando erramos, apagamos com as mãos... uma beleza!
Olha que idéia legal!
Vamos comprar giz e deixar a criançada soltar a imaginação e ir na onda...
Depois é só lavar o quintal e aproveito pra molhar as plantas.
CamomilaRosa 

O Livros de Alecrim...

Eu gosto de ver filmes, mas, às vezes eu os acho previsíveis. Por isso recomendo "livros".
Eles são a porta aberta para a imaginação sem limites onde temos a chance de decidir tudo! Se forem livros que viraram filmes, então não resisto em fazer a esperada comparação. Bom, mas nem todos acabam no cinema... 
Porque não começarmos pelos clássicos da literatura nacional. Muita gente ficou traumatizada com aqueles livros que os professores mandavam a gente ler na escola em quinze dias.
Mas, eu imploro uma segunda chance para alguns títulos que merecem ser vistos com maturidade.
- Dom Casmurro - Machadode Assis (1839)
Parênteses para o amor recheado de desconfianças de Bentinho e os mistérios de Capitu.
- Cinco Minutos - José de Alencar (1856)
Esse vai ser indolor. Poético e apaixonado, rápido e inesquecível.
Com certeza meu conto favorito pela intensidade, amo José de Alencar.
E me identifico com suas sábias palavras:

"...A pontualidade é uma excelente virtude para uma máquina; mas um grave defeito para o homem".
 
- Senhora - José de Alencar (1875)
Sei que vai parecer chatice no começo, mas, como Aurélia; toda mulher uma vez na vida já pensou em se vingar... Instigante. 
- As Valkirias - Paulo Coelho (1992) 
Para mim, um dos melhores dele, o mais marcante. Não posso esquecer também o primeiro livro que li do autor, "Brida", que rende assunto até hoje. Introspecção e auto análise. Uma boa terapia...
- Paratii - Entre dois polos - Amyr Klink (1992) 
Viajar é muito bom e com ele foi uma experiência libertadora. 
Outros autores nacionais me marcaram muito, principalmente minha infãncia. Monteiro Lobato, Mario Quintana e Vinícios de Moraes. Deixo à Camomila Rosa os comentários sobre poesia e livros ao meu ver carregados de drama como Meu pé de Laranja Lima e Vidas secas...
Afinal, ela sempre gostou de histórias fortes. 
Já os internacionais, são muitos também. Sinceramente não me importo com a nacionalidade dos autores, desde que eu me sinta a vontade para mergulhar nas palvras escritas a ponto de me desligar da realidade. E só um bom livro é capaz de fazer isso.
Começo pelas minhas paixões:
- Orgulho e Preconceito - Jane Austen (1813)
Livro e filme de puro romance, marcante, sem palavras!
- Razão e Sensibilidade - Jane Austen
Tolerância incompreensível.
- Persuasão - Jane Austen
Limite tênue entre o agradável e o revoltante.
Como eu amo a literatura Juvenil, emocionante e fantasiosa, preciso mencionar...
- Moby Dick - Herman Melville (1851) e O Pequeno Príncipe - Antoine de Saint-Exupéry (1943)
Por que todos nós precisamos lembrar que um dia fomos crianças e pensamos de maneira bem simples.
- As Aventuras de Alice no pais das maravilhas (1865) e Alice no fundo do espelho (1872) - Lewis Carroll  
Todos nós já nos refugiamos em um mundo de fantasia uma vez na vida. E é muito bom ter um mapa para voltar até lá. O livro da foto foi um dos primeiros que tivemos em casa.
Alice no Fundo do Espelho
- Anne de Green Gables - L.M. Montgomery (1897)
Todas nós já fomos uma Anne, sapecas e aventureiras...Ah minhas memórias do sítio em Minas...
Ainda na diversão, recomendo uma coleção de aventura de Sir Arthur Conan Doyle.
Suas várias compilações de Sherlock Holmes.
Não há como não desgrudar. Mas não posso negar que "Mundo Perdido e A Vinda das Fadas" também são interessantes. 
- Coleção de Harry Potter - (1997) -  J.K. Rowling
Não nego que sou fã da mente imaginativa de J.K. Rowling. Essa mulher é uma inspiração e seus livros pura diversão. Outro para comparar com filme...
- O Morro dos Ventos Uivantes  (1847) - Emily Brontë
Revoltante, trágico e romantico. Em alguns momentos, confesso, fiquei revoltada e indignada pelo grau de tortura a qual os personagens eram expostos. Fico surpresa por alguém tão jovem e de uma época tão cálida imaginar algo tão cruel. Pois ainda hoje essa história é cruel. Bonita, mas cruel... 
Livro - Morro dos Ventos Uivantes, O
- Bel- Ami - Guy de Maupassant (1885)
A história de Duroy é bem moderna. Mostra que a ambição pode corromper um homem em qualquer época. Sedutor, envolvente e em alguns momentos, chega a ser deprimente, mas até certo ponto justificável... Acho que ele continua polêmico.
- O Fantasma da Ópera - (1911) Gaston Leroux
Em alguns momentos, sedutor, em outros amedrontador. Uma boa mistura... Muitas vezes a história se distãncia da versão para cinema e teatro.
- Twilight  - Stephenie Meyer - (2005)
Crepúsculo, Lua Nova, Eclipse e Amanhecer. Li todos e rápido, pois não queria ser influenciada pelos filmes...envolvente.
Lua nova ainda é meu favorito... Já que estamos falando de conflitos adolescentes, descobertas, suspiros imaginativos e sentimentos...
E já que estamos falando de vampiros: 
- Diários do Vampiro - Começando com O Despertar (1991) - L. J. Smith 
O Confronto, A Fúria, Reunião Sombria e O Retorno. 
Em alguns momentos essa série conseguiu me dar medo. Talvez, por não falar só de Vampiros.
Me lembro de estar lendo o desfecho de Reunião Sombria já de madrugada e quase cair do sofá quando um morcego entrou na minha sala... Espero que não tenha sido nenhum presságio!!!! Mas aquilo deu medo...
Parabéns para Smith por conseguir descrever o sobrenatural a ponto de suspeitarmos de nossa sanidade.
- O Código Da Vince - Dan Brown (2003)
Me lembro de estar viajando de ônibus. Depois de quase duas horas lendo, o senhor que estava ao meu lado exclamou:
_Nossa esse livro deve ser bom, né moça?
Eu ri e afirmei:
_O senhor nem imagina!
Eu passei dois dias com o livro, sem conseguir desgrudar, maravilhoso.
- Sob o sol da Toscana - Frances Mayes (1941)
O livro inspirou o filme, mas não tem muito a ver com ele. É para viajar sem sair do lugar. Frances tem o dom de descrever detalhes cheiros e lugares com uma nitidez assombrosa.
E as receitas perdidas entre as páginas são um convite a continuar sua narrativa na cozinha. Ela me cativou pela simplicidade, me senti ao seu lado mais como expectadora do que como leitora.
- O Efeito Sombra - DeepaK Chopra
Todos os livros deste autor indiano especialista em Ayurveda devem ser lidos. Auto ajuda atual e super interessante.
Isto é o começo, depois eu mostro mais da minha lista...
Alecrim